Ondas Theta, como usá-las para gerar mais criatividade e solucionar problemas.

Ondas Theta, como usá-las para gerar mais criatividade e solucionar problemas.

Para entender melhor a onda Theta, vamos começar com a pergunta:

O que são ondas cerebrais?

É uma atividade elétrica humana que emana do cérebro – e que podem ocorrer em estágios dependendo do seu nível de atividade mental. Veja quais são descritos abaixo:

Gamma (28 – 5000 HZ) – Alta atividade mental – níveis de stress.

Beta (14-28 HZ) – Ativo, alerta, pensando e falando. Estamos assim na maioria do tempo no dia a dia.

Alpha (7-14 HZ) – Estado meditativo, relaxado.

Theta (4-7 HZ) – Estado muito profundo de relaxamento (quase dormindo e quase acordando)

Delta (0-4 HZ) – Sono profundo e as crianças até os 2 anos ficam muito nesta onda.

Comer, dormir, tomar banho, fazer as coisas da casa e resolver questões. Gastamos uma grande parte das nossas horas enfrentando desafios da vida, especialmente quando estamos no trabalho.

Então, se você quiser amplificar suas habilidades, sugiro que você comece a encontrar as respostas nas ondas cerebrais theta,  é ciência pura e funciona. Técnicas de hipnose por exemplo são feitas em theta e a própria meditação te coloca em estado de alpha. Mas saber quando mudar de freqüência cerebral é o pulo do gato.

 

É muito comum receber boas ideias quando você está em Theta. E pode ocorrer em um bom banho de banheira ou mesmo enquanto se faz uma massagem. Exatamente porque são estados de relaxamento profundo.

É um estado que acontece também em tarefas que se tornam tão automáticas que você pode desativar mentalmente elas. E o que geralmente acontece é um estado de fluxo livre, sem censura ou culpa.

Você também está em theta quando está adormecendo ou acordando e entre o estado de vigília ativa e sonhos profundos. Durante este ciclo de despertar, é possível permanecer no estado de theta durante um período entre cinco a 15 minutos, o que permitiria ter um fluxo livre de idéias sobre os eventos do dia ou contemplar as atividades do próximo dia . Podendo ser extremamente produtivo e um período de atividade mental muito significativa e criativa.

Existe alguma prova real que isso funciona?
Artistas como Salvador Dalí, escritores como Mary Shelley e grandes pensadores entenderam que o início do “sono”, quando as ondas theta prevalecem no cérebro, é o melhor momento para deixar fluir os sucos criativos.

Albert Einstein e Thomas Edison também confiaram em momentos de meio sono para criar grandes ideias. Uma mente ágil e criativa é preparada para resolver problemas, e é por isso que mentalmente percorrendo os desafios do dia no início da manhã enquanto você ainda está neste estado (ou mesmo à noite, quando você começa a adormecer) pode produzir resultados surpreendentes. O que funcionou para a Einstein também pode funcionar para você.

COMO USAR AS ONDAS DE THETA PARA OBTER RESULTADOS?
Aprender a usar as ondas theta leva alguma prática. Faça isso regularmente, e você desenvolverá um hábito positivo que pode levar sua produtividade a novos níveis. Veja como começar.

1. Escolha uma tarefa. Assim como você começa a se tornar consciente de manhã, mas enquanto seus olhos estão fechados e seu cérebro ainda sonhador, pense na questão que precisa resolver no dia. Pode ser um novo desafio, uma conversa complicada, uma negociação com um cliente, escrever um relatório ou criar uma nova campanha de marketing. Não importa quantos to-do possam estar correndo em sua mente, escolha apenas um e deixe o cérebro trabalhar.

Não force seus pensamentos em nenhuma direção, exceto para manter o foco no tópico. À medida que você começa a refletir sobre o assunto, seu subconsciente começará a dar um passo em uma solução.

Muitas vezes, você usará uma ou duas ideias úteis. Agora, para ser honesto, provavelmente você vai esquecer de fazer isso todos os dias, mas se praticar você poderá fazer disso um hábito e parte de sua rotina matinal.

2. Tome notas. A parte mais frustrante da resolução de problemas em theta é que você tende a esquecer essas ideias uma vez que você se levanta da cama. É por isso que você precisa gravá-las assim que você acordar.

3. Evite falar: Até atingirmos um estado Theta-beta, que é um estado cerebral de fluxo, evite falar quando perceber que está em Theta, pois falando seu estado volta naturalmente para Beta, por isso é preciso praticar sempre, assim pode ligar e desligar os botões assim que quiser.

4. Práticas artísticas: trabalhos artísticos diversos, assim como tricot, argila, desenho, pintura, etc podem te levar a Theta mas é preciso que na pratica você fique em concentração, assim como em silêncio.

5. Meditar: Meditar em si te leva a alpha mas algumas meditações como a de tambores xamânicos e as de cristais sonoros tem a capacidade de te levar a theta por conta das ondas sonoras, atingindo até lugares de cura interior. O que pode ser um passo para quem nunca experimentou essa freqüência e quer sentir como funciona.

6. Thetahealing: É um processo de meditação que promove a cura física, psicológica e espiritual com oração focada através da energia da Fonte (Criador de tudo que é, Deus, ou como quiser chamar). Quando nos conectamos a esta energia nossas ondas cerebrais entram automaticamente em um estado cerebral de theta.

A inspiração vem até nós de todos os cantos. Pensar em theta explora as habilidades inerentes de resolução de problemas da mente de uma maneira que permite lembrar soluções e usá-las. E não somente isso, aumenta sua percepção, promove curas e outros processos muito ricos.

Theta é um estado mental incrível, onde você pode criar qualquer coisa e mudar de realidade, instantaneamente. E está disponível no cérebro de todos que se conectarem a esta onda.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *