OHO

O OHO Group, foi um influente grupo de artistas intelectuais vanguardistas esloveno formado no final da década de 1960, consistindo de Milenko Matanović, David Nez, Marko Pogačnik e Andraž Šalamun como membros centrais permanentes. A necessidade de contextualizar OHO começa com o nome do grupo – um neologismo derivado das palavras eslovenas para “olho” (oko) e “orelha” (uso). Que estavam preocupados com um trabalho com uma unidade harmônica dentro do grupo, com a natureza e o universo, o que os leva a praticar a telepatia. O desenvolvimento do grupo pode ser dividido em três fases diferentes. O primeiro foi centrado em torno da noção de reismoLeia Mais

criatividade e ativismo quantico

Olhe para o mundo hoje. O que vê, a não ser polarização? Por toda a parte, a maioria das pessoas criativas tem se iludido e aderido ao materialismo científico e a uma ciência sem valores. Em consequência, a maneira como expressam sua criatividade é vestida na camisa de força de um sistema de crenças no qual a criatividade e na verdade a consciência em si e seus valores são impossíveis. Sua criatividade sofre porque requer um processamento quântico não compatível com o estilo de vida do fazer-ter-fazer-ter, próprio a visão do mundo materialista, que tende a usar apenas a mente racional, deixando o SER deLeia Mais

O novo luxo: explorar um estado de espírito individual.

A loja de departamentos Selfridges lançou uma campanha que explora diferentes definições de luxo. Intitulado The Greatest Luxury, adota uma estética artística e conceitual, apresentando três criativos que mostram suas visões sobre o novo luxo. Dirigido por Kathryn Ferguson, o filme é uma plataforma para o músico e ativista Mykki Blanco, a coreógrafa Holly Blakey e o estilista Gareth Pugh, explorar o luxo como um estado de espírito individual e não como um bem material. “Acho que ter um corpo que se move é um luxo”, diz Blakey “Luxo é muito sobre alinhar mente e corpo para encontrar um lugar de liberdade”. Em consonância comLeia Mais

"Gen Witch" e o renascimento da nova, antiga espiritualidade.

    Vivemos em tempos inquietantes. Ansiedade e depressão são generalizadas. A tecnologia consome nossa atenção, deixando pouco tempo livre para iniciar projetos pessoais, viver com mais tranquilidade e espiritualidade. O meio ambiente sofre, a desigualdade continua, a política fica cada vez mais tensa, as questões financeiras abalam a maioria da população, o medo de qualquer coisa gruda igual cola na mente de todos e a lista de preocupações continua. Esses problemas modernos talvez sejam parte da razão pela qual as práticas espirituais ancestrais estão crescendo em popularidade. O xamanismo, a bruxaria e o ocultismo estão passando por um renascimento, especialmente entre os “Millennials”, apelidadosLeia Mais

existe uma ciência da criatividade?

A criatividade é muitas vezes definida como a capacidade de apresentar idéias novas e úteis. Não é apenas a sua capacidade de desenhar uma imagem ou projetar um produto. Todos nós precisamos pensar de forma criativa em nossas vidas diárias, quer se trate de fazer o jantar usando os restos que estão na geladeira, ou de fazer uma fantasia de carnaval com roupas no armário. As tarefas criativas variam do que os pesquisadores chamam de criatividade “Little C” – que seria como por exemplo, fazer um site, elaborar um presente de aniversário ou criar uma brincadeira engraçada – e criatividade “Big-C”, como compor um poemaLeia Mais

Receita do dia: O processo criativo na prática

Como uma idéia criativa vem para você? De onde é que vem o processo criativo e por que isso ocorre? Estas são questões que, como humanidade, pedimos durante séculos, principalmente porque o processo continua a nos confundir. Podemos fazer muitas coisas incríveis, mas simplesmente não conseguimos descobrir o que está acontecendo nos nossos cérebros quando surge uma idéia ou uma solução para um problema. Durante muito tempo na história do pensamento humano, a criatividade foi pensada apenas como: misticismo, magia, incompreensível. Os gregos antigos costumavam acreditar que a criatividade era concedida por um ser superior. Os romanos acreditavam que uma musa criativa era um guia espiritualLeia Mais

O caminho dos futuros líderes: Ciência, filosofia e espiritualidade.

As atitudes genuinas em prol do próximo, por mais difíceis que pareçam ser, já que necessitam de um tanto de afastamento de nossa personalidade egóica, continuarão sendo o caminho para todos que buscam não sentir ao final de suas jornadas o famoso “vazio existencial”, vazio este que tem consumido energias, projetos, sentimentos, sonhos e vidas, deixando o gosto amargo da tristeza, da depressão, da angústia e do sentimento de inutilidade que evidenciam a falta de perspectivas e a motivação vital que estimula e envolve cada vez mais aqueles seres que já conquistaram por mérito e trabalho os valores e certezas que os elevam ao patamarLeia Mais

o que é afinal essa nova era

Estamos aparentemente recebendo vibrações de uma NOVA ERA, novas formas de viver, pensar e se relacionar, mas que na verdade não é tão nova assim.  O termo Nova Era,  tem sido amplamente utilizado para afirmar que um melhor modo de vida para a humanidade está começando. Mais conhecida como o movimento New Age, que foi um termo aplicado a uma variedade de crenças e práticas espirituais ou religiosas que se desenvolveram nas nações ocidentais durante a década de 1960/1970. Porém o assunto é mais profundo do que isso. Senta que lá vem história. Em 1907 Alfred Orage e Holbrook Jackson começaram a editar um jornal semanalLeia Mais