criatividade e ativismo quantico

Criatividade e o ativismo quântico do arquétipo do herói.

Olhe para o mundo hoje. O que vê, a não ser polarização? Por toda a parte, a maioria das pessoas criativas tem se iludido e aderido ao materialismo científico e a uma ciência sem valores. Em consequência, a maneira como expressam sua criatividade é vestida na camisa de força de um sistema de crenças no qual a criatividade e na verdade a consciência em si e seus valores são impossíveis. Sua criatividade sofre porque requer um processamento quântico não compatível com o estilo de vida do fazer-ter-fazer-ter, próprio a visão do mundo materialista, que tende a usar apenas a mente racional, deixando o SER de lado.

Problemas atuais assumem proporções de crise, aos quais cabe a nós agora resolver. Mas não podemos solucionar esses problemas sem mudar a visão predominante de mundo tanto da ciência materialista como das grandes organizações , sem curar e desenvolver uma visão de mundo interativa.

Quanto exploramos a criatividade no centro de uma ciência baseada no conceito de consciência, descobrimos que o movimento evolucionário no universo é intencional, o propósito sendo o de cada vez melhor manifestar os temas arquetípicos da consciência.

Todos os grandes criativos são heróis personificados nos estágios de um ato criativo. Que nada mais é que a viagem do arquétipo do herói.

O herói embarca em uma busca, esforça-se e resiste, tem um insight e então retorna com o produto realizado – aqui pode-se facilmente visualizar os estágios do processo criativo. na Ilíada, Zeus atrai todas as coisas para si mesmo com um cordão dourado, de modo semelhante, o arquétipo do herói atrai todos nós. A índia tem uma metáfora diferente para o cordão da criatividade interior – o som da flauta de Krishna.

O indivíduo interiormente criativo, cuja inteligência supramental é despertada e que integrou o arquétipo do herói, é o herói personificado em todos os tempos. Na índia chamam tal pessoa de AVATAR.

A melhor parte de se trabalhar com arquétipos em criatividade é a oportunidade que se tem de construir um circuito cerebral emocional positivo para o processo de manifestação. É algo que se revela bastante conveniente para se alcançar o equilíbrio quando se está num momento de emoção negativa. Desta forma você absorve alguma inteligência emocional.

Consequentemente, a nova ciência prevê uma nova era de evolução, na qual a mente evoluirá de suas preocupações atuais com a racionalidade para uma consciência que explore as intuições, o supramental. Não é difícil interpretar a crise que vivemos hoje como cisão e problemas indissolúveis como meios para a desestruturação social da velha ordem que agora tem cedido a uma reestruturação criativa que conduzirá a uma nova ordem de integração e de soluções.

Ser criativo em tempos como esse é ver a crise atual como oportunidade para a evolução pessoal. E isso o capacita a também participar da evolução da humanidade como um todo. Envolver-se com a criatividade através de uma nova visão de mundo, não é apenas resolver problemas da crise, mas é também conduzir a mente intuitiva a todos. E que na verdade o que percebemos é que esta é a única “dança” provida de significado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *